Informe seu e-mail para receber nossa Newsletter:

Newsletter:

Esportes

Cidade: GONÇALVES


esporte: BÓIA-CROSS

Rio Capivari - A descida pelo rio tem 2 graus de dificuldade. O mais fácil dura 1h e possui quedas suaves e corredeiras tranqüilas durante seus 2 km de extensão. Quem já praticou o esporte outras vezes e é mais experiente, pode tentar o percurso avançado, com 3 km. As corredeiras são seqüenciais e as quedas medem até 4 m. Em média a descida é finalizada em 3h.

esporte: CANYONING

Cachoeira dos Martins - São 100 m de várias quedas. Para quem quiser, é oferecido treinamento antes, mas, de qualquer forma, para aqueles que não têm experiência em rapel, é aconselhável fazer a descida mais fácil, de 10 m. O nível avançado possui duas quedas, seguidas por 4 tirolesas. No final, chega-se a um poço com 30 m de comprimento por 15 de largura, onde é possível nadar.

esporte: CAVALGADA

Trilha das Cachoeiras I - Este percurso possui 15 km de extensão e é feito em um total de 3h30. Saindo do Centro de Gonçalves, a primeira parada é feita na Cachoeira do Retiro. Depois, segue-se acompanhando o Rio Capivari até a Cachoeira do João Neco. Na volta, passa pela Cachoeira do Simão e novamente pela Cachoeira do Retiro, podendo apreciar a vista de outro ângulo. Esta cavalgada é considerada de média dificuldade por causa de vários trechos íngremes que o percurso possui. É recomendável levar água e lanche.

Trilha das Cachoeiras II - Começa saindo do Centro de Gonçalves e passando pelas Cachoeiras das Andorinhas e dos Martins, percorrendo um percurso tranqüilo e recomendado para quem não tem experiência em cavalgadas. Em contrapartida, não é aconselhável nadar nas cachoeiras. O passeio totaliza 6h de duração contando com as paradas para almoço e descanso.

esporte: ESCALADA

Pedra do Baú - Saindo de Gonçalves em direção a São Bento do Sapucaí percorre-se 30 km até a base da montanha que possui 1900 m de altitude e que leva até a Pedra do Baú. De lá inicia-se uma caminhada de 1:30h até o Bauzinho, uma pedra ao pé do Baú, onde faz-se uma escalada de 340 m. Leve água e comida, mas se preferir você pode comer no restaurante localizado perto da pedra, onde também é possível estacionar os carros.

esporte: MOUNTAIN-BIKE

Montanhas verdes - Por entre vales e montanhas, esta trilha de nível médio para os praticantes de mountain bike oferece um excelente passeio radical. São 25 km de ida, totalizando 2:30hs de pura emoção, rodeado de uma linda vista das florestas e muito ar puro. O final é recompensador, devido a sua bela vista panorâmica da região. E a volta é mais rápida, em 2hs você estará de volta ao ponto de saída, o centro de Gonçalves. É aconselhável levar lanche, água e algum energético para este passeio.

esporte: OFF-ROAD

Gonçalves x Monte Verde - Ótima trilha para os amantes do Off-Road, com grau de dificuldade médio. Nesta trilha de até 2hs, percorre-se a distância de 60 km saindo do centro de Gonçalves até Monte Verde. No total são 4hs de trilha (ida e volta), passando por belas paisagens e percorrendo uma excelente trilha de terra cercada pela vegetação típica e araucárias. Se desejar leve água e lanche para a sua aventura, mas as cidades possuem comércio local.

esporte: RAPEL

Pedra da Catedral - Saindo de Gonçalves, pega-se a estrada para Brasópolis percorrendo 35 km até chegar ao ponto inicial da trilha que leva ao topo da montanha de 1100 m de altitude onde será feito o rapel. A trilha é fácil, em 1:30h chega-se ao topo onde será feito um rapel de 100 m, sendo 40 m em positivo e 60 m em negativo. Leve lanche e água para o passeio.

esporte: TREKKING

Moinho do Seu Dito Ferreira - É uma caminhada ecológica leve, com saída do centro de Gonçalves. A partir de lá percorre-se uma distância de 5 km até chegar na trilha. A trilha é feita em aproximadamente 1,5h percorrendo 6 km, totalizando 12 km de ida e volta. Este passeio leva até o moinho do Seu Dito, nos colocando em contato com gente da terra que ainda preserva hábitos e técnicas antigas de produção do fubá e quirera. Aprecie também uma boa prosa e o cafezinho com bolo de fubá na simpática companhia de Seu Dito e sua filha Belinha.

Trilha da Pedra do Forno - É uma trilha bem conhecida dos habitantes da região, feita em mata fechada, passando por nascentes e um lindo bosque de araucárias. Partindo do centro da cidade percorre-se 12 km até chegar à trilha de 2 km de distância totalizando 4 km (ida e volta). Em 1h chega-se ao topo da montanha, onde se encontra a chamada Pedra do Forno, que mede 1930 m de altura. De lá se tem uma visão de 360º de toda a região de Gonçalves, Campos do Jordão e Campos. Ainda é possível ver a pedra do Baú e a região da Fernão Dias (Paraisópolis, Pouso Alegre e São Bento de Sapucaí). Leve água e frutas para o lanche, mas se preferir provar o tempero da comida mineira depois da trilha, você pode fazer uma parada no restaurante do “Zé Ovídeo e da Glória”, considerado um dos melhores pelos moradores da região.

Trilha da Pedra Chanfrada - É uma trilha com um visual bem legal, em mata fechada e de grau leve. A Pedra Chanfrada, que é uma das principais atrações da trilha, mede 1650 m de altura e possui tons meio alaranjados e acinzentados se tornando um grande destaque. De lá é possível ver toda a região do bairro de Terra Fria de Gonçalves além de ver a Pedra do Forno logo à frente. Saindo do centro de Gonçalves percorre-se 12 km até chegar à trilha, que possui 3 km de caminhada no total (ida e volta). Em 40 min chega-se até a Pedra Chanfrada. Leve água e lanche, mas se preferir uma boa pedida é fazer a trilha pela manhã e na volta abastecer o estômago no restaurante “Ao Pé da Pedra” que, como o próprio nome diz, fica pertinho da Pedra Chanfrada.

Pico do São Domingos - A trilha que leva até o Pico do São Domingos é feita em uma mata fechada, passando por áreas de pastagem, um belíssimo bosque e um lindo campo de flores. Percorre-se 12 km do centro da cidade até chegar à trilha que possui 7 km de distância (ida e volta) e totaliza 3h de caminhada. Do morro tem-se a visão de 360º de todo o lugar e pode-se vislumbrar a paisagem estonteante que pega toda a região de Gonçalves, a Pedra Bonita (que é o pico mais alto da região medindo 2075 m de altura), a região de Campos e de Campos do Jordão, a Pedra do Baú, a região de São Bento de Sapucaí, Paraisópolis, a cidade de Cambuí, Córrego do Bom Jesus e Monte Verde (que é município de Camanducaia), além de toda a região da Fernão Dias.

Trilha do Campestre - Esta trilha é feita num total de 6h e contorna a montanha do Campestre, tendo saída e chegada no mesmo ponto. Todo o caminho é cercado pela vegetação nativa, muitas araucárias e um bosque de samambaiassú. Chegando no topo da montanha, de 1900 m, o visitante tem a privilegiada vista da Pedra do Baú e Pedra do Campestre. Por se tratar de uma subida, é aconselhável que a pessoa tenha um pouco de preparo físico e que leve lanche, água e energéticos.

Trilha Indiana Jones - A trilha começa saindo do Bairro dos Onças e o caminho todo é feito contornando um riacho, em meio a araucárias, bromélias e animais silvestres. Em seguida passa-se por uma região de grutas repleta de morcegos. Logo depois, duas cachoeiras, uma de 8 m e outra de 10 m, onde pode-se praticar o canyoning. Este passeio é recomendado para turistas experientes e com bom preparo físico. A caminhada dura 4h no total, por isto é aconselhável levar água, lanche e algum energético como chocolate, por exemplo.

Pedra Bonita - Pico a 2120 metros de altitude. Visão de 360º sem obstáculos, incluindo o Vale do Paraíba. Acesso por trilha. É o ponto mais alto da região. Uma caminhada ao pico da Pedra Bonita equivale a uma fantástica aula de geografia sobre a Mantiqueira. Saindo de um vale a 1650 metros de altitude, atravessam-se campos, riachos, bosques e florestas em diversos estágios de desenvolvimento. No topo, grandes blocos de rochas formando platôs, lâminas e escarpas cobertas de bromélias e musgos, a paisagem é estonteante, avistando parte do sul de Minas, Vale do Paraíba e Serra do Mar. Chega-se ao cume por trilhas pela mata, sendo imprescindível o acompanhamento de guias.

Pedra do Cruzeiro ou Atrás da Pedra - Maciço rochoso que emerge isolado no vale do Lambari. Assume formas variadas conforme o ângulo de visão. O topo está a 1152 metros de altitude onde há uma pequena capela e uma cruz. Em uma das faces há uma fenda que leva a uma gruta, de difícl acesso. Nos meses de frio cenário torna-se onírico, a pedra transforma-se numa ilha em meio a um imenso mar de nuvens.

Mirante do Cruzeiro - No topo de um morro de conformação suave, coberto de pastagens e fileiras de araucárias está o Mirante do cruzeiro. Está a 1488 metros de latitude e é o local ideal para se avistar a totalidade da cidade, o bairro do Cantagalo e ao longe toda a região de Pouso Alegre e as serras de Paraisópolis, Brasópolis e São Bento do Sapucaí.

Serra da Balança - É uma sucessão de picos formando estreitos platôs, como um muro ascendente em forma de ferradura que culmina com o Alto do Campestre. As altitudes vão de 1300 a 1750 metros de altitude, alguns têm paredões verticais de mais de 100 metros voltados para o Vale de Sapucaí. A visão é sempre espetacular, podendo-se observar a Pedra do Baú, serras de Brasópolis (com tempo claro observa-se inclusive o observatório astronômico de Itajubá).

Voltar

PUBLICIDADE