Informe seu e-mail para receber nossa Newsletter:

Newsletter:

Dicas

DICAS CASEIRAS PARA DOENÇAS

DICAS CASEIRAS PARA DOENÇAS



12.11.09

 

 

 

COLESTEROL

 

O poder da alcachofra em aumentar a fabricação da bílis, líquido que atua como um detergente no organismo e auxilia na quebra das gorduras durante a digestão, faz dela um aliado no tratamento do colesterol alto - um tipo de gordura produzida pelo fígado, transportado pelo sangue que, em excesso, aumenta o risco de ataque cardíaco e mesmo de derrame.

O poder terapêutico da alcachofra na fabricação da bílis é reconhecido pelo Ministério da Saúde. A berinjela e o feijão são alimentos relacionados à diminuição do chamado colesterol ruim (LDL).

 

 

ENXAQUECA

 

Segundo o médico Alexandre Feldman, autor do livro Enxaqueca, a pimenta é uma aliada na luta contra esse mal. A substância química que dá a ela o caráter ardido possui propriedades benéficas à saúde.

O alecrim alivia os espasmos doloridos e auxilia na redução das dores de cabeça. Seu óleo essencial tem o poder digestivo - o que significa que ele diminui a ação das enxaquecas que têm origem digestiva.

Entre outros aliados naturais comumente usados no combate dessa doença crônica que atinge 30 milhões de brasileiros - e muitas vezes afeta o seu desempenho - podemos destacar: cebola, guaraná e anis.

 

 

ESTRESSE

 

O maracujá, o mulungu (planta da família do maracujá) e o tomilho são considerados coadjuvantes no combate ao estresse. Se forem usados sozinhos, claro, o poder de cada um deles diminui sensivelmente. Ou seja, eles devem ser combinados a outras medidas - como atividade física e alimentação saudável - que auxiliam na prevenção desse mal que causa insônia, ansiedade, nervosismo, perda da libido e muitos outros sintomas que debilitam a saúde.

 

 

FADIGA MENTAL E FÍSICA

 

A ação revigorante do guaraná e da erva bênção-de-deus, coloca essas duas plantas numa posição de destaque entre todas as outras opções oferecidas pela natureza na prevenção desse mal - que tem como principais sintomas dor de cabeça, memória fraca, dificuldade de concentração, moleza física e cansaço mesmo após o sono, entre outros.

 

 

HIPERTENSÃO ARTERIAL

 

A qualidade depurativa da erva sete-sangrias faz dela uma boa aliada no combate à pressão alta - doença que pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo, como cérebro, coração, rins e olhos.
O poder diurético da pêra e a ação calmante da pitanga também são opções na guerra contra essa temível doença.

 

 

INSÔNIA

 

Por serem relaxantes, a erva-cidreira (também conhecida como melissa) e a alface atuam em dois "tipos" de insônia: a situacional, que atinge pessoas que passam por dificuldades ocasionais e o distúrbio do sono provocado por doenças psicofisiológicas como depressão.

 

 

NERVOSISMO

 

A ação calmante da erva-cidreira faz dela a planta medicinal mais conhecida que existe. Quem em algum momento da vida não teve de se socorrer dela para não explodir e suportar heroicamente uma situação de risco?

Mas verdade seja dita: a erva-cidreira não está sozinha nesta luta. A maçã e a pata-de-vaca são dotadas também de um importante aspecto relaxante.

 

 

OBESIDADE

 

O alto poder diurético das folhas do abacateiro faz com que elas sejam reconhecidas como auxiliares na perda de peso.

A centella asiática, por acelerar o fluxo sangüíneo e permitir a liberação de gordura, é considerada uma forte aliada na eliminação de gorduras do corpo.

 

 

TABAGISMO

 

Seria maravilhoso se houvesse uma planta capaz de acabar com o vício da nicotina, não é mesmo? Com isso não existe, as plantas medicinais são usadas para atenuar a ação avassaladora que o cigarro provoca nas vias respiratórias.

Vale ressaltar, no entanto, que a ação das flores de bananeira e da erva tanchagem (também conhecida como sete-nervos), muito usadas nas inflamações respiratórias, não tem o poder de restituir plenamente a saúde do pulmão maltratando por quem ainda continua fumando.

 

 

 

 

 

 

Referência: www.vocesabia.net

 

 

 


Voltar

PUBLICIDADE