Informe seu e-mail para receber nossa Newsletter:

Newsletter:

Notícias

EVENTOS TRAZEM PERMACULTURA A BAURU

EVENTOS TRAZEM PERMACULTURA A BAURU

Físico nuclear australiano vai explicar o conceito de vida saudável que une plantas, animais, construções e infra-estrutura...




05.07.2010

 

 

Cultura permanente. É isso que significa a permacultura - uma palavra desconhecida para a maioria da população. Trata-se do conceito de uma vida saudável, em que plantas, animais, construções e infra-estrutura não são elementos isolados. Funcionam juntos, um dependendo do outro.

 


Embora esteja espalhada por vários Estados, de norte a sul do Brasil, ainda é uma cultura pouco difundida, mas que se expande a cada dia. Para explicá-la ao moradores de Bauru e da região, o professor australiano de permacultura que atende apenas pelo nome Skye ministrará palestra e curso entre os dias 8 e 11 deste mês.

 


O primeiro evento será no Senac na próxima quinta-feira. Skye, que também é físico nuclear, fará palestra de duas horas, à noite. No dia seguinte, ele estará no Jardim Botânico, de manhã, para uma roda de conversa sobre sustentabilidade. E no dia 10 e 11, haverá curso de introdução à permacultura no sítio Casa do Jatobá, em Arealva, com atividades práticas para 25 participantes.

 


De acordo com os organizadores, os eventos têm como proposta apresentar a permacultura como alternativa sistêmica, acessível e simples para o desenvolvimento humano sustentável a partir da utilização de recursos disponíveis na área urbana e rural.

 



Um dos pontos bastante explorados por esse tipo de cultura é a importância das iniciativas locais para a sustentabilidade. Skye utiliza como exemplo a reciclagem do lixo doméstico. Levando em consideração que quase metade do lixo doméstico é orgânico, o professor afirma que a reciclagem tornaria o processo de coleta mais barato para o município, já que necessitaria de menos caminhões, menos combustível e menos funcionários. Além disso, diminuiria o risco à saúde da população porque os lixões e aterros seriam menores.

 



Mas como o próprio Skye faz questão de ressaltar, a permacultura não é apenas ecologia. Ela engloba também questões de economia e finanças, saúde e bem-estar espiritual, educação e tecnologia, entre outras esferas do cotidiano. O professor justifica a prioridade para as ações locais porque, segundo ele, são as que apresentam os resultados mais rápidos e, quase sempre, necessitam de práticas simples.



Serviço

 

Dia 8/7, das 19h30 às 21h30, palestra "Permacultura, a Arte da Resiliência - Construindo Cidades do Futuro", no Senac. Telefone (14) 3321-3199. Entrada gratuita.

 


Dia 9/7, das 9h30 às 12h30, roda de conversa sobre sustentabilidade com Skye, no Jardim Botânico. Informações (14) 9771-2376 e (14) 8117-1621. Entrada gratuita.

 


Dia 10 e 11/7, curso de introdução à permacultura, no Sítio Casa do Jatobá, em Arealva. Informações (14) 9771-2376 e (14) 8117-1621. As inscrições custam R$ 100,00 para estudantes e R$ 160,00 para profissionais.

 

 

 

 

Referência: www.jcnet.com.br

 


Voltar

PUBLICIDADE