Informe seu e-mail para receber nossa Newsletter:

Newsletter:

Historico

Cidade: BARRA MANSA


Barra Mansa teve o território desbravado em fins do século XVIII, formando-se o núcleo original às margens dos caminhos das tropas que demandavam o interior do país, passando o povoado a atuar como base de abastecimento dos fluxos migratórios desencadeados pela mineração. Graças à excelente posição geográfica, o local foi perdendo o caráter de ponto de pousada e passou a expandir as funções comerciais. A conseqüente atração de colonos para suas terras, no início do século XIX, fez com que o café despontasse como principal produto.

Em 1832, o governo decretou a criação do município, com desmembramento de terras de Resende. Em 1857, a vila de Barra Mansa foi elevada à categoria de cidade. A exaustão dos solos mais férteis e a liberação do braço escravo provocaram o declínio da cafeicultura e o êxodo rural, tendo a cultura do café cedido lugar à pecuária de corte extensiva, evoluindo posteriormente para a produção leiteira.

No final da década de 30, teve início o desenvolvimento industrial do município, com a implantação de setores ligados às indústrias alimentares. O grande marco da expansão industrial no Brasil, deflagrada no pós-guerra, foi representado pela instalação na década de 40 da primeira usina da CSN, em Volta Redonda, na época ainda distrito de Barra Mansa. A indústria metalúrgica e mecânica aí se estabeleceu na década de 50.

A cidade foi formada na margem direita do Rio Paraíba e cresceu longitudinalmente ao longo do mesmo. Na década de 40, surgiram soluções verticais e os bairros residenciais alastraram-se e ocuparam vales próximos e áreas distantes.

Barra Mansa e Volta Redonda, juntas, exercem influência direta sobre grande parte da Região do Médio Paraíba, bem como sobre a porção meridional do Centro-Sul fluminense. Devem tal condição ao fato de abrigarem conurbação, representada pelas duas sedes, cujo crescimento está relacionado à implantação da CSN, que desempenhou papel multiplicador na atividade industrial da região, com conseqüente aumento de serviços.

De acordo com o estudo do Índice de Qualidade dos Municípios desenvolvido pelo CIDE, Barra Mansa é um dos centros regionais dinâmicos que, juntamente com Resende, Petrópolis, Volta Redonda, Macaé, Cabo Frio e Teresópolis, formam um grupo com forte presença em porções específicas do território fluminense.

Curisosidade

Quando o Coronel Custódio Ferreira Leite (depois Barão de Aiuruoca) fundou neste lugar a capela de São Sebastião, que ainda é hoje o Padroeiro da cidade, deu, verbalmente, cerca de 10.000 braças quadradas¹ de terras para a edificação da povoação.

Em 12 de novembro de 1845 ratificou essa dádiva por escritura particular, que está no arquivo desta Câmara, mas declarou, na mesma escritura, e em documento anexo, que esse terreno devia ficar sob a administração da Câmara a fim de ser distribuído gratuitamente pelo povo que quisesse fazer casas.

(Trecho do ofício da Câmara Municipal, datado de 06 de dezembro de 1870 ao Presidente da Província, Conselheiro Francisco Xavier Pinto Lima - Fonte: Barra Mansa 1764-1999, Revisão Histórica - 5.ª Ed. 1999, Org.: Alan Carlos Rocha)

Voltar

PUBLICIDADE