Informe seu e-mail para receber nossa Newsletter:

Newsletter:

Historico

Cidade: CARBONITA


A história de Carbonita começa em 1750, com as primeiras expedições dos bandeirantes à região, em busca da riqueza do seu subsolo. O primeiro nome do povoado, então pertencente ao município de Minas Novas, é Barreiras, em homenagem ao fazendeiro Manoel Barreiros, que doou partes de suas terras para a construção de uma capela em homenagem à Nossa Senhora da Conceição. Em 24/09/1862, o então povoado de Barreiras passa a pertencer ao município de Itamarandiba, como Distrito. Em 31/12/1943, o Distrito de Barreiras toma nova denominação e ganha o novo e definitivo nome de Carbonita. Em 03/03/1963, o então Distrito emancipou-se, passando à cidade de Carbonita.

A Etimologia deste vocábulo vem do francês "Charbon", Carbon, que significa carvão, mais "Ita", que significa pedra em tupi-guarani, por causa da grande quantidade de carvão de pedra existente no subsolo do município.

Muito da história de Carbonita pode ser encontrada no Livro "Carbonita - De ontem para hoje" do autor Benedito Lemos de Oliveira. O título descreve fatos importantes, acontecimentos e curiosidades do município durante décadas. Veja como adquirir o livro na página de Eventos & Acontecimentos. De acordo com dados colhidos em maio/98 na Fundação João Pinheiro, em 1991 o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de Carbonita era de 0,53%.

Hoje a população do município, segundo censo demográfico do IBGE de 2000, é de 8.928 habitantes. Distribuídos entre população urbana com 5.357 habitantes e população rural, com 3.571 habitantes. O número total de eleitores é de 6.587, conforme eleições municipais realizadas em 2000. Nesta, o percentual de abstenções foi de 22,22%.

A atual administração é realizada pelo prefeito Marcos Joseraldo Lemos (PT), cuja administração vem causando imenso reconhecimento popular e que teve, como conseqüência, a marcante reeleição com 65,60% dos votos válidos.

Voltar

PUBLICIDADE