Informe seu e-mail para receber nossa Newsletter:

Newsletter:

Historico

Cidade: SANA


No tempo do café, o Sana era uma grande festa, até os anos 30, a região era um dos núcleos produtores mais importantes das serras fluminenses. Onze mil pessoas chegaram a viver aqui, todos os morros em volta da cidade tinha uma coloração vermelha cobertos de café. A crise do café, porém, veio com toda força e expulsou milhares de moradores, que foram buscar riquezas em novas paisagens. O Sana caiu no esquecimento e teve que sobreviver com um punhado de habitantes, algumas plantações e um pouco de gado. Foram sessenta anos de espera até que voltasse e a ter um pouco de vida nos fins de semana e feriados. E alguma renda proveniente da banana, do inhame e do leite.

Do tempo do café, a maior lembrança que ficou foram os morros completamente nus. O Sana esta num vale cercado de montanhas com mais de 1000 metros de altura, só que quase todos sem vegetação. Em vez de mato se vê pastagens com um tom de verde claro e liso que dão um ar alpino à serra de Macaé. Ironia do destino: quem primeiro colonizou essas terras foram os Suíços vindos de Nova Friburgo, a 150 anos.

No fim, claro que de maneira inconsciente, acabaram transformando a paisagem do Sana em algo parecido com sua terra natal. A mata, no entanto, conseguiu repor alguma coisa. Hoje, sobrevive na região uma exuberante Mata Atlântica secundária.

Voltar

PUBLICIDADE